13 comentários:
De Anónimo a 19 de Outubro de 2005 às 12:37
Eu também sou assim... E também já perdi muito por ser assim... Mas que vamos fazer? Perdemos por esse lado, ganhamos por outro, certamente!Hélder
(http://superbockstout.blogspot.com/)
(mailto:hlemos@zmail.pt)
De Anónimo a 14 de Outubro de 2005 às 16:25
Se pensas e repensas, podes formar um novelo, e o pior é se se ensarilha. Diz: Abre-te Sésamo!, e verás. BeijinhoMaria Papoila
(http://apapoila.blogs.sapo.pt)
(mailto:msantosilva@sapo.pt)
De Anónimo a 14 de Outubro de 2005 às 14:42
Se não tentares nunca saberás o sabor da experiência!
Liberta do rigor e da inflexibilidade de pensamento!
Tenta...

Bjks da matildemiguel
(http://spaces.msn.com/members/aminhamatilde)
(mailto:miguelangelobrito@gmail.com)
De Anónimo a 14 de Outubro de 2005 às 14:38
E acho que estás novamente a pensar demais... lol
Na verdade, amiga, eu tb sofro desse mesmo mal, mas tento sp combatê-lo pois sei que prefiro arrepender-me por algo que fiz do que por algo que não fiz.
Beijinhos e bom fim de semana
~º(",)º~
FernandaFernanda Carvalho
(http://o-vento-debaixo-das-minhas-asas.blogspot.com/)
(mailto:falexcarvalho@yahoo.com)
De Anónimo a 14 de Outubro de 2005 às 11:00
O "percurso" que fizes-te sabes como foi, aquele que não fizes-te, não sabes como seria...ninguem o sabe mesmo! Tudo de bom......bjsdocerebelde
(http://docerebelde.blogs.sapo.pt)
(mailto:docerebelde@hotmail.com.pt)
De Anónimo a 14 de Outubro de 2005 às 09:47
Os passos que deste foram sempre acertados, porque te fizeram chegar onde hoje estás. Não podes desejar os passos que não deste porque sabe-se la se seriam melhores?? PDivulg
(http://lacosazuis.blogs.sapo.pt)
(mailto:pdivulg@sapo.pt)
De Anónimo a 13 de Outubro de 2005 às 19:33
Eu, Castor, me confesso: sentei-me a pensar, a pensar, a pensar... e pensei tanto, que adormeci... ora rôda-se!!! e agora já não me lembro do sonho... assim não dá rendimento!... Isto é de lastimar!... CHUAC e não penses mais nisso, ehe,ehe,ehe...CASTOR
(http://diquedocastor.blogs.sapo.pt)
(mailto:diquedocastor@sapo.pt)
De Anónimo a 13 de Outubro de 2005 às 18:11
de momentos (errata)zezinho
(http://conversasdexaxa4.blogspot.com)
(mailto:apcorreia@vozdasbeiras.com)
De Anónimo a 13 de Outubro de 2005 às 18:10
Uma interessante reflexão.
Eu sempre vivi-é uma opçãpo - demomentos e de instintos.
Assim, nunca me arrependerei do que não fiz.
Beijozezinho
(http://conversasdexaxa4.blogspot.com)
(mailto:apcorreia@vozdasbeiras.com)
De Anónimo a 13 de Outubro de 2005 às 17:09
Ao ler o teu texto pus me a pensar e senti me como se tivesse sido eu a escrever essas mesmas palavras.rosy
</a>
(mailto:)

Comentar post