11 comentários:
De Anónimo a 2 de Dezembro de 2005 às 12:21
Viver é sentir, enquanto sentir for doer.
Doi? é porque sentimos e então vivemos. Se nascemos para a morte, então devemos ir de encontro à morte e quando lá chegar levar conosco uma mala cheia de Saudade. Saudade de termos aproveitado esta nossa vida. É bom vivermos.Alexandre
</a>
(mailto:alex@pregoafundo.com)
De Anónimo a 29 de Novembro de 2005 às 08:46
Saudade... apesar de ser algo melancólico profundamente enraizado em Portugal, e de ter a sua beleza. Tem tb o seu lado oposto, cristaliza parte do nosso passado dificultanto muitas vezes o presente. BeijosJorge
(http://sonhosurbanos.blogs.sapo.pt)
(mailto:thesandman@sapo.pt)
De Anónimo a 27 de Novembro de 2005 às 19:50
Fiquei-me por ti, pelo teu pensamento, pelo teu blog, pela tua saudade...
Como se pode esquecer quem só nos vem á lembramça?...teresa
</a>
(mailto:jasmimoporto@hotmail.com)
De Anónimo a 25 de Novembro de 2005 às 09:45
Todos temos saudades de alguma coisa... A questão é matar as saudades...e ter tempo para as matar com tudo o que nos provoca esse sentimento... Aiiii como o meu coração está apertadinho com saudades... Beijinho gandePedro
(http://pepeonfire.blogspot.com)
(mailto:pedro_69_santos@hotmail.com)
De Anónimo a 25 de Novembro de 2005 às 08:57
Saudade e fado são duas palavras Portuguesas com difícil tradução... Bom fim de semana!PDivulg
(http://www.lacosazuis.blogs.sapo.pt)
(mailto:pdivulg@sapo.pt)
De Anónimo a 24 de Novembro de 2005 às 23:53
Eu também sinto saudades. Esta foi a melhor designação desta palavra tão comprometedora. =) Nada mais tenho a acrestentar.A Espectadora
(http://espectadora.blogs.sapo.pt)
(mailto:amff@iol.pt)
De Anónimo a 24 de Novembro de 2005 às 20:49
Também tenho tantas saudades de tantos momentos que tenho consciencia que já não voltam a repetir-se.

BjkClitie
(http://vidaemonologo.blogspot.com)
(mailto:vidaemonologo@gmail.com)
De Anónimo a 24 de Novembro de 2005 às 20:24
E sabes porque tens saudade, Ritinhisabelinha, sabes? Porque estás sozinha quando querias ter o objecto da tua falta ao pé de ti... é engraçado... saudade não vem de nada, é um termo completamente só... por isso é que dizem que o étimo latino é "solitas"... interessante... Rôda-se... tou cá com uma saudade da bjeca que está no frigorífico... ehe,ehe,ehe...CHUAC!CASTOR
(http://diquedocastor.blogs.sapo.pt)
(mailto:diquedocastor@sapo.pt)
De Anónimo a 24 de Novembro de 2005 às 18:15
Muito bonito o texto! E o sentimento, apesar de tudo, também!

Beijinhos!Margarida Atheling
</a>
(mailto:margaridaatheling@sapo.pt)
De Anónimo a 24 de Novembro de 2005 às 11:38
Lindo esse texto e mais uma vez compreendi-te perfeitamente.
Tens de ter calma....nem todos nos compreendem se não abrirmos o coração.
Uma vez aberto é dar tempo ao tempo porque elas vão acabar por perceber que há certas coisas que nos fazem falta e que temos SAUDADES.

BEjokas e sem stress
Acho que me expliquei bem...mas tu entendes-mesol13
(http://sol13.blogs.sapo.pt)
(mailto:sfiao@hotmail.com)

Comentar post