Sexta-feira, 25 de Novembro de 2005

O TEU RISO

wave.jpg

”Tira-me o pão, se quiseres,
tira-me o ar, mas não
me tires o teu riso.

Não me tires a rosa,
a lança que desfolhas,
a água que de súbito
brota da tua alegria,
a repentina onda
de prata que em ti nasce.

A minha luta é dura e regresso
com os olhos cansados
às vezes por ver
que a terra não muda,
mas ao entrar teu riso
sobe ao céu a procurar-me
e abre-me todas
as portas da vida.

Meu amor, nos momentos
mais escuros solta
o teu riso e se de súbito
vires que o meu sangue mancha
as pedras da rua,
ri, porque o teu riso
será para as minhas mãos
como uma espada fresca.

À beira do mar, no outono,
teu riso deve erguer
sua cascata de espuma,
e na primavera, amor,
quero teu riso como
a flor que esperava,
a flor azul, a rosa
da minha pátria sonora.

Ri-te da noite,
do dia, da lua,
ri-te das ruas
tortas da ilha,
ri-te desta grosseira
rapariga que te ama,
mas quando abro
os olhos e os fecho,
quando meus passos vão,
quando voltam meus passos,
nega-me o pão, o ar,
a luz, a primavera,
mas nunca o teu riso,
porque então morreria.”


Pablo Neruda


Quinta-feira, 24 de Novembro de 2005

SAUDADE

missing.jpg

Esta palavra, é a nossa palavra, aquela que não tem tradução, que nos leva de encontro a um sentimento proveniente dos medos das descobertas.
A palavra saudade, não é a mesma que o “miss” em inglês e o “soledade” em espanhol, sendo esta ultima uma simples adaptação do "saudade" português.

A saudade nem sempre tem de ser sentida por uma falta presencial.
Basta-nos saber que algo que gostamos muito, existe, para sentirmos o vazio de não ter contacto com essa existencia.

A Saudade pode ser só de uma pessoa, de uma só situação, de uma só vivencia, mas essa saudade despoleta um mundo de sentimentos dentro de nós.
Saudade daquilo que conhecemos e gostámos, saudade da felicidade.

Por a sentirmos, sofremos, doi por dentro. Esta dor não é pálpavel, mas consome-nos, faz-nos sentir o coração pequenino e muito apertadinho. Faz-nos ficar sem animo, sem força, sem vontade de nada e para nada.
Quando a saudade bate, bate forte e não avisa, não nos dá indicios, não bate à porta.
É imprevisivel e doi, doi muito…

Tenho saudades…



Quarta-feira, 23 de Novembro de 2005

MOULIN ROUGE

"This story is about freedom.
This story is about beauty.
This story is about love."

moulinrouge.jpg

Apesar de já ter visto este filme uma quantas vezes, este fim de semana revi-o e novamente me marcou.
É um filme cheio de magia, lindo, lindo, com cenas que me cortam a respiração e me fazem suspirar. Tem uma incrivel banda sonora, cores e imagens espectaculares, os actores são uma paixão, as vozes muito boas, a história magnifica.

Cada vez que o vejo, tenho vontade de o ver de novo. Começo a prestar atenção aos promenores, aos textos, à intensidade de todas as cenas do filme. Deixa-me sem folego, sem apoio, sem chão, é avassalador.
Não tenho uma cena preferida, são muitas que guardo comigo, cada uma diferente, cada uma mais intensa que a outra, cada uma mais apaixonante.
As musicas são soberbas, interpretadas com muita emoção, simplesmente geniais!

cenamoulinrouge.jpg

É um filme que me faz rir, chorar, sonhar, voar… e me faz acreditar numa grande verdade:

“The greatest thing, you'll ever learn, is just to love, and be loved in return.”

"There was a boy
A very strange
Enchanted boy
They say he wandered
Very far, very far
Over land and sea
A little shy and sad of eye
But very wise was he

And then one day
One magic day
He passed my way
While we spoke
Of many things
Fools and kings
This he said to me
The greatest thing
You'll ever learn
Is just to love and
Be loved in return"


Nature Boy
David Bowie

Terça-feira, 22 de Novembro de 2005

BOLAS DE SABÃO...

bubble.jpg

Bolas transparentes, sensiveis, tonalidades condensadas num suave esvoaçar.
Sonhos sem peso, sem vicios, que a mais leve brisa leva para diferentes lugares, para diferentes mundos. Um bailado suave e delicado, cheio de magia, com a forma de um pensamento…

Uma bola de sabão, no ar, a subir e a dançar, mas que quando toca na realidade, desaparece, rebenta, dilui-se no imaginário.
Mas será que acaba, que deixa de fazer sentido?
Não, pois logo a seguir fazemos outra, e outra, e outra, e tudo recomeça.
Mais uma vez voa e vai para onde a quisermos deixar ir… até ao infinito, até outro lugar…



Segunda-feira, 21 de Novembro de 2005

PRESO E FELIZ SOU...

dolphin.jpg

Chegou a minha hora, tenho paredes em meu redor, mas tenho de saltar, pois chegou a minha hora. Passar do azul artificial, quase por obrigação, para uma guloseima receber.

Penso que é o fim, a eternidade será assim?
O tempo passou e mais um dia chegou. Pensei que fosse igualado a todos os outros.
Mais um salto dei, outra vez do artificial saí, para animar todos aqueles que olham para mim.
Mas… sensação estranha, transformação linda adquiri.
O que julgava inalterado, alterou-se. As minhas barbatanas transformaram-se em asas, olhei em direcção à magia e vi, através das lagrimas de uma menina, onde era a minha casa, a direcção do oceano, todo o meu mundo passado e o meu futuro inatingivel.

Mas vi! Graças à menina que chorava por mim… e por isso sou feliz!



Quinta-feira, 17 de Novembro de 2005

REFLEXO DO TEU ESPELHO

mirror.jpg

Olha em frente, não andes, apenas olha… aprofunda-te no olhar de quem vês, sente a conspiração do olhar, sente o teu próprio eu a fervilhar.
Tudo está dentro dele, caso o queiras transportar.

Estica a tua mão, encaminha-a para a tua frente, sem medo… o reflexo existente irá fazer de igual modo, com magia existente mas não pálpavel.
Fecha os olhos e sente… rosas são rosas, azul é azul…

Apenas a magia do teu espelho irá modificar o que em tempos esteve ausente… mas, olha e sente através do teu pensamento.

Transporta-o com cuidado, não só por ser muito frágil, mas também porque tal como a nossa mente, ao ser quebrado levará muito tempo a ser reparado.

Sente o reflexo do teu espelho e quando realmente vires e sentires, não o desperdices… vive-o.



Quarta-feira, 16 de Novembro de 2005

ETERNIDADE...

couple.jpg

"Dois amantes felizes não têm fim nem morte,
nascem e morrem tanta vez enquanto vivem,
são eternos como é a natureza."


Pablo Neruda



Terça-feira, 15 de Novembro de 2005

PFUUU!!!

Pois é... o belo do carrinho, mandava cá um pivete!

Janelas abertas... todas...
Sofagem (será que é assim que se escreve??) no máximo para o cheirinho que lá está pendurado, funcionar. Mesmo assim o smell continua!

Hoje quando for para casa vou com os cabelos ao vento...

LIXO!

garbage.jpg

Hoje, com a preguiça de andar até ao contentor do lixo e como iria passar por lá de carro, ao sair de casa de manhã, pego no saco de 100Lt de lixo, cheio e pesadinho, e coloquei-o no porta bagagens.

Ora pois então qual é o meu espanto quando já no trabalho, sentadinha na minha secretária, lembro-me que o lixo ainda está no porta bagagens. Já viram alguém vir da margem sul passear um saco enorme, cheio de lixo, a Lisboa!
Só comigo! Espero que não faça calor e não bata solinho no carro, senão quando lá chegar à hora do almoço tenho um agradável aroma à minha espera.
Pode ser que me tire o cheiro a cigarrinho que por lá anda!

Ai, cabecinha!

Segunda-feira, 14 de Novembro de 2005

FUNDO DO MAR...

ocean.jpg

"...Limitar-me-ei a olhar para o mar, pensar que és como o fundo do oceano.
Só lá chega quem pode, quem consegue...
Silencio permanente, rompido por vezes por um som jamais igualado a qualquer outro conhecido.
As cores, escondidas, são muito mais diversificadas que as da própria terra.
Apesar da sua enorme força, é mágico contemplá-lo, respeitá-lo, amá-lo!..."

Sexta-feira, 11 de Novembro de 2005

ROSA DO DESERTO

rosadeserto.jpg

Esta é uma fotografia da chamada “Rosa do Deserto”.
São constituidas por areia e água e a intervenção do sol. A pouca chuva de cai no deserto é absorvida pela areia rica em gesso, e arrastada para as profundezas do solo. Mas, por estar sob altas temperaturas a água evapora-se muito rapidamente. Quando esta desaparece o gesso cristaliza-se dentro da massa de areia e cria esta bela “rosa”. Também se diz que é a urina dos dromedários, que realiza este processo, quando estes urinam e deslocam a areia, deixando o mineral a descoberto.
Será? Uns dizem que sim, outros dizem que não. Só sei que tenho uma e que é LINDA (ainda mais bonita que esta da fotografia). Tem duas faces, com uma rosa em cada face. É de uma beleza simples e extraordinária. Significa muito para mim pois foi oferecida com muito carinho. Gosto de olhar para ela e fechá-la na minha mão. Faz-me relembrar muitos momentos...

Foto de Marizé de www.apm.pt

Quinta-feira, 10 de Novembro de 2005

MUSIC...

angel.jpg

"I’m doing it for music, I’m doing it for love, I’m doing it for everyone around me…

And I try to be the only one with this melody in my head, but I think I hear this song somewhere.

Because I’m doing it for music and I’m doing this for love, I guess I’m doing it for everyone around me." </font>

The Gift



Quarta-feira, 9 de Novembro de 2005

ABRAÇO...

hug.jpg

Já viram e pensaram um bocadinho na beleza que há, num abraço dado com sentimento! Eu sei, vão-me dizer que existem vários tipos de abraço, que alguns são tão rápidos que nem se dá conta de nada! Mas não, não estou a falar desses, estou a falar daqueles que se dá à pessoa que se ama, que são demorados, que são envolventes e protectores.

Num abraço desses os corações batem juntinhos, a respiração prende-se e ganha o mesmo ritmo, os pensamentos partilham-se e tornam-se num só, as faces encostam-se com suavidade, as mãos abrem-se com determinação.
Esses abraços são protectores, olhamos para as costas do outro, sabemos que ninguem nos poderá fazer mal, por isso, não temos medo… fechamos os olhos e apenas ali ficamos, entregues a tudo e a nada!

São abraços desses, dados com sentimento, em que nos sentimos bem e que ali poderiamos ficar para sempre, que nos fazem acreditar no amor… e que no final quando o abraço se abre, sentimo-nos como se um mundo também se tivesse aberto só para nós, um mundo só nosso, um mundo em que não entram os problemas diários… sente-se paz, muita paz!

Abracem e sintam… é tão bom…


VOLTEI!

Pois é, tenho andado desaparecida do mundo dos blogs! Há duas semanas tive de férias e nos ultimos tempos tenho tido tanto trabalho que não tenho conseguido vir aqui. Tenho saudadinhas, pois claro, mas por vezes não conseguimos fazer tudo aquilo que desejamos. Mas voltei, é o que interessa...

As férias foram boas, deu para descansar, para umas limpezas e arrumações, para descontrair. Claro que quando voltei ao trabalho, foi a todo o vapor... muito trabalho acumulado me esperava e tive de o fazer. Agora as coisas já estão mais calmas e já consigo ter um tempinho extra.
Obrigada pelos vossos comentários... e agora vou ver se consigo ler os vossos post e se tenho tempo de os comentar, antes de me atafulharem de novo com coisas para fazer.

.mais sobre mim

e-mail:
ritalexandre@hotmail.com
A LOJA...

Para encomendas: seilademilcores@yahoo.com

.Janeiro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Pegadas Frescas

. MUDANÇA...

. FOI LINDO!

. EU VOU, EU VOU...

. E A SAGA CONTINUA...

. A MARAVILHOSA MAQUINA DE ...

. ...

. CABEÇA NO AR...

. PÂNICO...

. DE TI PARA MIM... OU DE M...

. MUDANÇAS

.Pegadas Passadas

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Agosto 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

.Pegadas Favoritas

. CHEIROS...

. E TUDO E TUDO E TUDO

. ADEUS AMIGO...

. DE COR...

. UMA LÁGRIMA ROLA...

. TEMPO...

. OS OLHOS DIZEM TUDO...

. O TEU RISO

. AGRADECIMENTOS...

. RENASCER...

.Outras Pegadas

blogs SAPO

.subscrever feeds